Music. Ideas. Awareness

o Música e aprendizado – Estimule o cérebro do seu filho com aulas de música!

By on February 14, 2013 in MusicaMente with 0 Comments

kid Começar as aulas de piano ou violino antes dos sete anos de idade parece causar alterações permanentes no cérebro que estão ligadas a melhores habilidades motoras.

Um novo estudo descobriu que essas mudanças no desenvolvimento do cérebro não ocorrem em pessoas que aprendem a tocar um instrumento quando estão já um pouco mais velhas.

“O que pensamos é que isso não significa que você não será um músico incrível se começar mais tarde, só que, se começar mais cedo certamente terá algumas habilidades específicas que lhe serão muito úteis”, disse Virginia Penhune, psicóloga da Universidade Concordia e co-autora da pesquisa junto com dois de seus alunos de doutorado e o neuropsigólogo Robert Zatorre, da Universidade McGill, no Canadá.

Os pesquisadores de Montreal fizeram um teste de habilidades motoras e escanearam os cérebros de trinta e seis músicos que estavam inscritos em um programa de música da universidade ou que já se apresentavam profissionalmente, ambos com uma média de dezesseis anos de experiência com instrumentos musicais.

Metade deles havia começado sua formação musical entre três e sete anos, enquanto a outra metade entre as idades de oito e dezoito. O estudo também testou dezessete não-músicos como grupo controle.

O teste envolvia um clique em resposta a uma série de traços em uma tela semelhante a do código Morse.

Aqueles que iniciaram a formação musimusica-classica-criancacal mais cedo, tiveram um desempenho melhor do que aqueles que a iniciaram mais tarde, os quais, por sua vez, tiveram melhor desempenho que os não–músicos.

“É realmente olhar para a sua capacidade de juntar uma resposta visual a uma motora e ainda ser preciso em termos de timing”, disse Penhune, ao observar que algumas dessas habilidades são usadas ​​na música, mas a tarefa em si não é musical.

“Essas pessoas não passaram a vida praticando esta tarefa… Não estamos apenas mostrando que eles são melhores em algo que fizeram o tempo todo.”

Quando os cérebros dos voluntários foram escaneados usando uma técnica chamada ressonância magnética (MRI), os pesquisadores descobriram que os não-músicos, com mais conexões entre as regiões motoras esquerda e direita do cérebro tendiam a ter um melhor desempenho no teste.

As conexões que apareceram na digitalização representam um grande papel na coordenação das duas mãos de uma pessoa, mais precisamente no corpo caloso, extremamente importante ao se tocar um instrumento musical.

01_mhg_criancas-tocando-inQuanto mais cedo a formação musical, mais matéria branca tinha em seu corpo caloso, sugerindo que a formação musical inicial impulsionou o desenvolvimento cerebral nessa área.

Já os músicos que começaram a treinar depois dos sete anos de idade tiveram a mesma quantidade de substância branca em seu corpo caloso que os não-músicos, o que sugere que as mudanças no desenvolvimento do cérebro acontecem em uma idade precoce.

A Formação musical precoce também está associada a certas outras habilidades em que o corpo caloso desempenha um papel, disse Penhune, como por exemplo, ser capaz de imitar os movimentos dos outros.

Curiosamente, as pessoas parecem aprender melhor esportes e outros idiomas quando começam a estudar mais jovens, o que acontece também devido a mudanças no cérebro. Porém, os pesquisadores optaram por olhar o aprender de um instrumento musical porque geralmente as pessoas tem um melhor conhecimento de quando começaram a sua formação e quanto tempo de treinamento tiveram, informação imprecindível para um estudo como este.

Os resultados foram publicados no Journal of Neuroscience.

E você? Já colocou seu filho numa escola de música?

 

Referências:

http://psychology.concordia.ca/facultyandstaff/faculty/penhune.php

http://www.zlab.mcgill.ca/home.html

http://www.brams.org/en/

http://www.jneurosci.org/content/33/3/1282.abstract?sid=f0edcd00-3463-4ed5-997b-1d85685b6e9e

http://www.cbc.ca/

Tags: , , , , , ,

About the Author

About the Author: É blogger, vlogger, neurocientista e Dj de Techno. Já foi dona de loja, garçonete, manager de Djs, assistente de cobrança, vendedora, professora de universidade, webdesigner, fotógrafa, produtora de eventos, especialista em logística de piloto e dona de Club. Ama música, o cérebro, ser do contra e escrever. .

Subscribe

If you enjoyed this article, subscribe now to receive more just like it.

Post a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

twenty + eight =

Top