Music. Ideas. Awareness

O incrível Underworld!

By on August 20, 2012 in Músico, Gênio ou Louco? with 0 Comments

O ano 2008, o local, um dos maiores festivais europeus que acontece no meio do deserto, o Monegros; a banda, UNDERWORLD.

Lágrimas, gritos e uma felicidade inexplicável. Ver e ouvir Underworld ao vivo foi um sonho que consegui realizar, uma experiência transcendental; como quando os ouvi por primeira vez e pensei: é possível alguém conseguir fazer algo tão incrível? Minha vida nunca mais foi a mesma.

Sim, foram eles fizeram a direção artística e tocaram na abertura das Olimpíadas junto com o Diretor de “Transpoting”, Danny Boyle, apenas mais um reconhecimento do maravilhoso trabalho feito ao longo dos anos, quem viu a abertura se emocionou, mas a verdade é que o Underworld é muito mais que isso.

A história começou no início da década de 80, quando Karl Hyde (vocal, guitarra e letras) e Rick Smith (teclado e vocal) formam uma banda chamada Freur com Alfie Thomas no baixo, Bryn Burrows na bateria e John Warwicker no teclado. Passados dois álbuns e um hit menor na Inglaterra, o Freur muda seu nome para Underworld.

Apos alguns términos, retornos, crises e mudanças, a banda volta a se encontrar em 1991, mas com mais um integrante, o DJ Darren Emerson. Nesse mesmo ano, lançam também o coletivo artístico Tomato.

Foi 1996 que tudo mudou e a banda realmente apareceu para o grande público. O single “Born Slippy”, trilha sonora do filme “Trainspotting” foi o hino de um dos clássicos da geração dos clubs da época.

As batidas nada harmônicas, os teclados pungentes e os timbres passeando pela atmosfera viajante do trance até a levada intensa do techno, acompanhados de um mantra catártico que compila versos sobre sexo e drogas, quase sempre encerrados pela palavra “boy”  jogaram o trio para os grandes festivais europeus. Em 2002 Darren Emerson saiu da banda.

E não pense que parou por ai,  a cada álbum lançado, uma nova experiência sonora que supera a anterior. Realmente incrível e inacreditável ao mesmo tempo.

É difícil as vezes definir o que é realmente o som do Underworld, é Rock, é Pop, é Techno, é house, é progressivo, é lento, é rápido, é basicamente tudo, uma experiência musical única e inimaginável que vai muito além do eu, é Underworld, you are my drug, boy!

 

 

Referencias:

http://en.wikipedia.org/wiki/Underworld_%28band%29#Anthology_and_the_2012_Olympic_Opening_Ceremonies:_2012.E2.80.93present

http://www.underworldlive.com/news/frankenstein-music-out-now

 

 

Tags: , , , , , ,

About the Author

About the Author:

É blogger, vlogger, neurocientista e Dj de Techno. Já foi dona de loja, garçonete, manager de Djs, assistente de cobrança, vendedora, professora de universidade, webdesigner, fotógrafa, produtora de eventos, especialista em logística de piloto e dona de Club. Ama música, o cérebro, ser do contra e escrever.

.

Subscribe

If you enjoyed this article, subscribe now to receive more just like it.

Post a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

twelve + twelve =

Top