Music. Ideas. Awareness

Electro M.A.G. entrevista o Dj Daniel Gavilan

By on August 1, 2012 in Management with 0 Comments

DJ e produtor Daniel Gavilán (a.k.a. Greencross) conta como foi construir a carreira longe do seu país de origem e sobre seu trabalho no Brasil, onde reside atualmente

Venezuelano de Puerto La Cruz e descendente de espanhol por parte de pai, o DJ e produtor Daniel Gavilán é o nome por trás do projeto Greencross e do label de techno Different is Different Records. Em 2003, então com 20 anos, ao perceber a dificuldade em traçar sua carreira na Venezuela, Daniel resolveu se mudar para Barcelona. “Quando emigrei, tinha claro qual era meu objetivo. Eu queria fazer parte da cena eletrônica de Barça de qualquer jeito”, afirma.

Gavilán conta que a Espanha foi o país que abriu as portas para sua vida profissional crescer. “Lá, todo dia tem festa e o pessoal comparece nas casas noturnas. Na Venezuela, não existem casas dedicadas à música eletrônica”, revela. Em Barcelona, ele conheceu muitas pessoas influentes e pôde tocar em países como Holanda e Alemanha.

Depois de seis anos morando na Europa, em 2009 o DJ mudou-se para São Paulo, onde trabalha na Círculo Produções, produtora de áudio e vídeo que comanda com a esposa. Além disso, Gavilán também produz suas músicas em estúdio usando o nome de guerra Greencross e cuida do Different is Different Records, que já tem mais de 18 releases no mercado digital. “O label conta com lançamentos de grandes nomes do techno, como Drumcomplex, Hertz, Adam Jay, Dave The Drummer, Tom Hades e o paulista Re Dupre”, diz. “Mesmo assim, estamos sempre procurando por um som fresco, que é característico dos novos artistas”, completa.

Suas produções são bem ecléticas e versáteis. “Na minha coleção você encontra de tudo. Desde trilhas sonoras de filmes, tipo Hans Zimmer ou Vangelis, passando por lounge, trip hop, ambient, rock, pop, jazz, blues, metal”, enumera. Essas influências são muito bem traduzidas em suas faixas de estúdio. Misturando bases eletrônicas com sintetizadores, teclados e basslines gordas, Gavilán cria músicas que passeiam por house, techno, pop, downtempo e trip hop. Ele também já remixou tracks de artistas como Ken Ishii e Angel Alanis. Atualmente, tem mais de 20 tracks assinadas como Greencross no mercado digital. “Em breve vai sair uma música minha pelo selo do A.Paul (Naked Lunch) e também alguns remixes que fiz pro label Slap Jaxx, de Chicago”, revela.

Gavilán começou a se envolver com a música eletrônica bem cedo. “Eu costumava pedir para os meus pais me comprarem vinil de italo disco”, conta, em tom descontraído. “Aos 15 anos, brincava com o sequenciador Fruit Loops” relembra. Dono de sets que vão do house ao techno, ele já agitou pistas em Amsterdam, Dortmund, Dusseldorf, Málaga, Barcelona e em várias cidades do Brasil – inclusive em algumas edições da Electro M.A.G. Party.”Neste ano, a convite da publicação, toquei pela segunda vez na Virada Cultural dde São Paulo, no Palco Helvetia”, finaliza.

Por Felippe Camargo

 

MAIS:
www.facebook.com/greencrosslive
http://flavors.me/greencross
http://soundcloud.com/greencross

Tags: , , , , , , , ,

About the Author

About the Author:

É blogger, vlogger, neurocientista e Dj de Techno. Já foi dona de loja, garçonete, manager de Djs, assistente de cobrança, vendedora, professora de universidade, webdesigner, fotógrafa, produtora de eventos, especialista em logística de piloto e dona de Club. Ama música, o cérebro, ser do contra e escrever.

.

Subscribe

If you enjoyed this article, subscribe now to receive more just like it.

Post a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

5 × one =

Top