Music. Ideas. Awareness

A música e a arquitetura – como estão relacionadas?

By on May 17, 2012 in MusicaMente with 3 Comments

Estudiosos da arquitetura, teóricos e historiadores procuram descobrir quais são as relações existentes entre a música e a arquitetura.

Alguns discutem sobre como a arquitetura influencia a música: como a evolução da música clássica ocidental é baseada na acústica de acordo com seu espaço de atuação.

Outros discutem sobre como a música influencia a arquitetura: como o uso da música, ou dos princípios da teoria musical tem a capacidade de expandir a criatividade do designer no processo de criação.

O que será que veio primeiro? O ovo ou a galinha? Tais discussões podem ser categorizadas em cinco métodos diferentes que serão analisados minuciosamente futuramente nesse blog:

A Arquitetura como uma sequência de espaços harmônicos:

Pitágoras foi o primeiro a estabelecer uma noção relativa de proporção musical, ele acreditava que a música poderia ser representada através das relações matemáticas, que também são as relações do Cosmos. Arquitetos renascentistas usaram estas proporções musicais em sua arquitetura pois acreditavam que “O homem era a imagem de Deus e que as proporções do seu corpo eram produzidas por vontade divina, de modo que as proporções na arquitetura deveriam abraçar e expressar essa mesma ordem cósmica (Wittkower, 1949). ”

A Arquitetura como um estímulo para o movimento:

Elizabeth Martin, editora de “Architecture as a Translation of Music” (A arquitetura como uma tradução da música) observa que; embora “a arquitetura represente a arte do desenho no espaço, a música representa a arte do design no tempo (Martin, 1994)”, o compositor francês, Claude Debussey (1862 – 1918) se refere à música como o “espaço entre as notas”.
O movimento espaço-temporal através da arquitetura é o que conecta as unidades de tempo e espaço, permitindo a manipulação da experiência do tempo ao colocar elementos arquitetônicos estratégicos no espaço a fim de influenciar os padrões do movimento humano.

A Arquitetura como um instrumento musical:

A arquitetura de um instrumento musical conta com a elaboração de um espaço definido para que o som possa ressoar completamente através do instrumento. Se a arquitetura é vista como um instrumento musical, então os sons gerados e manipulados dentro do seu espaço tornam-se um fator principal nessa experiência arquitetônica.

Música como inspiração para a arquitetura (expressão irracional):

Muitos artistas, músicos e escritores já experimentaram sensações onde o som desencadeou estímulos visuais, como cores ou formas. Este fenômeno é chamado de sinestesia ou mapeamento de um sentido para outro. É irracional no sentido de que o que desencadeia essa reação é geralmente uma ação reflexa que não pode ser racionalizada.

Música como inspiração para a arquitetura (expressão racional):

Para ser capaz de traduzir uma forma de arte através de outra, é necessária a reinterpretação através da desconstrução, a fim de compreender as qualidades abstratas que a forma de arte original possui, mesmo muitas vezes escondidas, a fim de aplicá-la a outra. Uma análise é, assim, realizada e racionalizada, e uma equação é usado para tradução.

[ted id=1564 lang=pt-br]

 

 

 

Referencias
• Bloomer, Kent C. / Moore, Charles W., Body, Memory, and Architecture. Yale University, (1977)
• Cytowic, Richard E., Synaesthesia:a Union of the Senses. New York: Springer-Verlag (1993)
• Cytowic, Richard E., The Man who Tasted Shapes. G.P. Putnam’s Sons, New York, (1993)
• Martin, Elizabeth, Pamphlet Architecture: Architecture as a Translation of Music. Princeton Architectural Press, (1994)
• Rasmussen, Steen Eiler, Experiencing Architecture. MIT Press, (1964)
• Riad, Mahmoud, Al Masmaa’ – The Place of Listening (Architecture: City, Music, and Culture), Lap Publishing (2010)Wittkower, Rudolf, Architecture Principles in the Age of Humanism, 4th edition. W.W. North & Company, New York, (1949)
• Xenakis, Iannis, Musique Architecture. Tournai: Casterman, (1971)

Tags: , , , , , , , ,

About the Author

About the Author:

É blogger, vlogger, neurocientista e Dj de Techno. Já foi dona de loja, garçonete, manager de Djs, assistente de cobrança, vendedora, professora de universidade, webdesigner, fotógrafa, produtora de eventos, especialista em logística de piloto e dona de Club. Ama música, o cérebro, ser do contra e escrever.

.

Subscribe

If you enjoyed this article, subscribe now to receive more just like it.

There Are 3 Brilliant Comments

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Leonardo Cavalcanti Toledo says:

    Muito bom! Acho muito interessante essa relação de música e arquitetura pois adoro ambas! Obrigado pelo material, parabéns.

Post a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

17 + sixteen =

Top