Music. Ideas. Awareness

A música nos filmes de terror

By on April 18, 2012 in MusicaMente with 0 Comments

Um dos aspectos mais importantes nos filmes de terror é sua trilha sonora. O medo desapareceria caso removessem ou alterassem os efeitos auditivos com algo não condizente com o filme de terror. Pode parecer um exagero enorme, mas definitivamente não é. 

Para entender melhor a importância da trilha sonora em um filme, é possível ver no início do post, um dos exemplos de filme clássico que se transformou em um filme completamente diferente devido a música escolhida, o segundo exemplo, abaixo:

“O Iluminado” – comédia:

Geralmente, a música orquestral é o tipo mais característico de música utilizada nos filmes de terror (e talvez a mais utilizada para o cinema em geral). Ela tem sido usada desde o nascimento do gênero e, até hoje é o mais popular tipo de música usada nesse genero de filmes. Uma razão pela qual a música orquestral é tão comum nos filmes de terror é provavelmente pela sua dinâmica pois permite que o compositor varie bastante em suas composições para acompanhar os eventos no decorrer do filme, no entanto, a principal razão, talvez, é que a música orquestral é poderosa e simplesmente funciona muito bem quando há uma necessidade de transmitir emoções.

A música orquestral não é o único gênero usado em filmes de terror, muitos filmes atuais utilizam outros tipos de música como o rock ou a música industrial. Um bom exemplo de um filme é “Blair Witch 2” (A Bruxa de Blair 2), que usa o rock alternativo e o metal.

Alguns cineastas, porém, levam as coisas a um passo adiante, substituindo a música orquestral de terror clássico, com músicas que normalmente nunca iriam ser consideradas para um filme de horror. Talvez o caso mais extremo é o de Psicopata Americano, que utiliza Rock e pop americano. Neste filme, torna-se óbvio que os filmes de horror exigem o tipo certo de música para funcionar corretamente. Um sentimento muito estranho é produzido quando Patrick Bateman (o protagonista masculino) mata uma de suas vítimas ao som de “Hip to be Square” de “Huey Lewis and the News”. O efeito produzido é uma dissonância audio-visual completa, porém enquanto a música diminui o fator medo desta cena em particular, acaba por criar uma experiência muito estranha (quase surreal), que deve ser provavelmente o que os produtores do filme queriam criar.

Veja cena:

As vezes a música é composta especificamente para determinadas cenas e eventos em um filme, isso é chamado de “Mickey-Mousing” (o termo foi inspirado nos filme primórdios da Walt Disney, os quais a música era praticamente uma mímica `as animações). O “Mickey-Mousing” é um conceito bastante famoso mas não é muito usado hoje em dia. Este método foi aplicado de forma bastante surpreendente em King-Kong (1933) onde a música sobe e desce em relação direta com os movimentos de King-Kong. Algumas seqüências curtas de “Mickey-Mousing” são usadas em alguns dos filmes da série Sexta-Feira13 e geralmente são aplicadas quando Jason (o assassino) está atacando suas vítimas.

Em muitos filmes de terror, uma melodia ou som acaba por se transformando em um símbolo (ou sinal) do monstro no filme, isso cria um vínculo muito forte entre os elementos auditivos e visuais do filme e o monstro, além do mais, assim é possível reconhecer o monstro somente através do som, sem ter necessariamente uma representação visual. A atribuição de uma música ou um som aos monstros é mais comum em filmes com muitas sequencias, pois pode levar algum tempo para que se “estabeleça” esta conexão.

A Música, os efeitos sonoros estão diretamente ligados ao visual do filme. A música acompanha os acontecimentos no filme, cria ou ajusta um determinado humor ou atmosfera, já os efeitos sonoros estão mais diretamente ligados aos acontecimentos do filme e, na maioria dos casos são aplicados para intensificar e marcar ações diretas, tais como movimentos e impactos. Estes sons são geralmente muito exagerados (especialmente em filmes de ação e filmes de terror), um clássico exemplo são os socos (e/ou outros impactos), que muitas vezes soam como chicotadas; Normalmente, os socos produzem um som quase inaudível. Embora, em alguns casos, “amplificações” deste tipo afetam negativamente o realismo de alguns eventos em um filme, eles servem para aumentar a potência e a intensidade dos movimentos, impactos e outras ações, o que é muito importante, especialmente em filmes de terror com o objetivo de criar uma confrontante experiência áudio-visual.

Existe também um efeito sonoro conhecido como “som ambiente” que é, basicamente, um som (normalmente são sequencias em loop) usado para criar um ruído de fundo para uma cena. Exemplos de sons ambientes em filmes de terror inclui grilos cantarolando, vento, trovão, chuva, etc.

É interessante notar também, que particularmente os filmes de terror tendem a destacar os sons que normalmente não são notados ou ouvidos normalmente, tais como o coração batendo ou a respiração de alguém. Isso geralmente acontece quando há uma única vítima perseguida por um monstro. Esse efeito faz com que o público faça parte da ação.
O silêncio também pode funcionar como efeito sonoro em algumas cenas, pode ser usado quando há a necessidade de criar tensão numa cena.

Para finalizar, veja o top 10 – melhores trilhas sonoras de filmes de terror escolhidas pelo Mverzaro:

E para você, qual é a melhor trilha sonora de filmes de terror de todos os tempos?

Tags: , , , , ,

About the Author

About the Author: É neurocientista, idealizadora da Círculo Produções, professora de Yoga, Dj de Techno e blogger. Já foi dona de loja, garçonete, manager de artista, assistente de cobrança, vendedora, professora de universidade, webdesigner, fotógrafa, produtora de eventos, especialista em logística de piloto e dona de Club. Ama música, o cérebro, o universo, a ciência e escrever. .

Subscribe

If you enjoyed this article, subscribe now to receive more just like it.

Post a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

9 + twelve =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Top