Neurociência, Idéias, Auto-Consciência

A neurociência da leitura – Os livros que você lê mudam a forma como você vê o mundo.

By on December 29, 2019 in Neuromundo with 0 Comments

Contar histórias é algo que está conosco desde o início da civilização, talvez, desde o início da nossa espécie. Histórias e valores compartilhados nos ajudam a nos organizar, nos inspiram a estabelecer metas elevadas e nos motivam a assumir riscos, aprender com essas experiências, crescer e desenvolver novos métodos para interagir com o mundo.

O historiador Yuval Noah Harari (Sapiens) argumenta que o desenvolvimento inicial dos grupos numa sociedade complexa só ocorreu devido à nossa capacidade de contar e acreditar em histórias.

Mas o que realmente acontece quando lemos ou ouvimos uma história? Um estudo de 2013 da Universidade de Emory, publicado na revista Brain Connectivity, os cientistas queriam saber se a leitura de uma história mudava literalmente o funcionamento do cérebro.

O neurologista Gregory Berns liderou o projeto. 24 estudantes de graduação da Emory participaram. Cada um deles teve que ler 30 páginas do romance Pompéia de Robert Harris a cada noite, durante nove dias. Na manhã seguinte, faziam um questionário sobre o que haviam lido e eram submetidos a uma ressonância magnética.

Como resultado, os voluntários aumentaram a atividade no córtex temporal esquerdo, que é a região do cérebro responsável por nos tornar receptivos à linguagem. O sulco central, uma região motora sensorial, também mostrou um salto na atividade. O hemisfério esquerdo do cérebro coloca automaticamente as coisas em um formato narrativo, para que possamos entender o mundo e a nós mesmos. Parece que o cérebro realmente absorve a história que está lendo e a vive como se fosse real, apenas com sua imaginação.

Hoje, particularmente na era da internet e das mídias sociais, o poder das boas histórias pode ser ainda mais crucial do que nunca. Isso pode ajudar as empresas a vender produtos, organizações sem fins lucrativos a encontrar financiamento e os aficionados do YouTube a encontrar uma audiência e até ganhar o estrelato. Nós, humanos, ansiamos por histórias e nos identificamos com elas.

A conclusão de tudo isso é que, independente da cultura, os seres humanos se ligam intimamente à histórias. Elas fazem parte da nossa composição como espécie e podem, literalmente nos transportar para a mente e o corpo de um personagem. Eles podem nos levar à empatia ou a ação. Nada tem o poder de informar, mudar de idéia, desbloquear nosso potencial ou transformar nós e a nossa sociedade de forma mais poderosa e profunda. Agora, estamos começando a desvendar a neurociência por trás disso e aprender exatamente como elas nos afetam.

Fiz uma seleção dos livros que mais importantes que li em 2019, a lista é na verdade atemporal, mas gostaria de compartilhá-la. Espero que gostem:

Referências:
https://www.liebertpub.com/doi/full/10.1089/brain.2013.0166





 
 

Tags: , , , , , , , , , , ,

About the Author

About the Author: É Neurocientista, Palestrante, Yogini, blogger, vlogger e Produtora de eventos na Círculo Produções (http://www.circuloproducoes.com). Já foi Dj, dona de loja, garçonete, assistente de cobrança, vendedora, professora de universidade, webdesigner, fotógrafa, especialista em logística de piloto e dona de Club. Ama a música, o cérebro, o universo, a ciência e escrever. .

Subscribe

If you enjoyed this article, subscribe now to receive more just like it.

Post a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

eighteen − 8 =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Top