Music. Ideas. Awareness

Por que lembramos da letra de uma música mesmo passando anos sem ouvi-la?

By on April 26, 2017 in MusicaMente with 0 Comments

Você não ouve uma música há anos, nem sabe mais quando foi a última vez que a ouviu. De repente, um dia ela toca no rádio, num bar ou em um comercial da TV, e você se lembra de cada palavra como se ouvisse aquela música todos os dias.

E se alguém te pedisse para lembrar o que você estudou para os seus exames no mesmo ano que a canção foi lançada? Ou o que você estava vestindo no dia em que foi aprovado? Há uma boa chance de você não se lembrar de absolutamente nada, ou se lembrar, vai lembrar muito pouco.

Por que as letras ficam pra sempre na nossa mente? Talvez, pela forma como o seu cérebro processa a informação auditiva, e onde ele compartimentaliza essa informação. A principal teoria sugere que as letras têm uma localização própria de armazenamento no cérebro, uma que é separada de onde a melodia é armazenada.

A razão pela qual algumas letras ficam conosco tem sido um mistério. Mas um estudo da Daniela Sammler, do Instituto Max Planck de Ciências Cognitivas e Neurociências, sugere que uma vez no seu cérebro, as letras são processadas separadamente da música.

Há pelo menos três razões pelas quais nos lembramos bem das letras musicais.
A primeira delas é a exposição. A música está em toda parte; Em lojas, bares, carros, ginásios e restaurantes. A maioria das pessoas não tem a menor idéia de quantas vezes ouviram suas músicas favoritas, mas tenha certeza de que foram muitas, mas muitas mesmo. Exposição repetida a qualquer estímulo aumenta a probabilidade de retenção, especialmente quando a informação é idêntica, como é no caso de uma música. Basicamente nossa memória é bombardeada com elas.

A segunda razão é porque estão relacionadas a emoções fortes. A música pode desencadear isso por si mesma e acabamos por vinculá-la a eventos emocionais, ela se torna representativa para nossos altos e baixos. Em geral, memórias emocionais são facilmente lembradas sem exposição repetida. No entanto, as pessoas muitas vezes ouvem frequentemente músicas que desencadeiam essas emoções devido à recompensa psicológica que experimentam, seja ela boa ou ruim.

Finalmente, as letras podem vir sem esforço à sua mente pois fazem parte da memória motora. Uma reação comum à música, lírica ou não, é aprender a cantar junto, mesmo que só façamos isso em voz alta na privacidade do chuveiro. Memórias que são da natureza motora tornam-se um hábito e podem ser lembradas subconscientemente com pouco esforço. Exemplos incluem sua memória de como caminhar, dirigir ou nadar. Por esta razão, é justo dizer que lembrar as letras pode ser tão fácil e automático como andar de bicicleta.

 

Referências:
http://www.jneurosci.org/content/30/10/3572

 

Tags: , , , , , , , , ,

About the Author

About the Author:

É blogger, vlogger, neurocientista e Dj de Techno. Já foi dona de loja, garçonete, manager de Djs, assistente de cobrança, vendedora, professora de universidade, webdesigner, fotógrafa, produtora de eventos, especialista em logística de piloto e dona de Club. Ama música, o cérebro, ser do contra e escrever.

.

Subscribe

If you enjoyed this article, subscribe now to receive more just like it.

Post a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

fifteen − 12 =

Top