A música e a impermanência – Parte 2

By on February 17, 2017 in MusicaMente with 0 Comments

O movimento da vida é bizarro, em um momento tudo parece perfeito, o trabalho progride, as dívidas acabam, o amor flui e tudo parece fazer sentido. De repente, Bumm, uma bomba, uma grande perda, uma decepção amorosa, uma dívida inesperada e todo aquele brilho desaparece. De repente você se vê perdido sem saber o que fazer e para onde ir.

O movimento da música é muito parecido com o movimento da vida. Uma hora é mais empolgante, uma hora mais dramático, uma hora explode e uma hora parece estar na mesmice; mas há algo muito essencial na música, algo que a faz realmente especial: Os silêncios, os breaks.

John Cage tentou mostrar em seu trabalho a importância do silencio na música, já escrevi sobre ele aqui no blog. Na vida, entendo o silêncio como aqueles momentos em que se pausa para tentar entender o que está acontecendo antes de seguir em frente. No cérebro, esse é o momento mais magnífico da consciência, o momento em que a dualidade de pensamentos para e tudo se torna claro. O silencio da mente é o tudo, o tudo é o nada.

Entender e respeitar que tudo é movimento, que não existem certezas e sim probabilidades, que não se deve ser dependente do resultado que se quer, mas saber se guiar por ele é a essência da vida, da mente e da música, pois a consciência nada mais é do que uma expressão momentânea da sua atividade neuronal que está acontecendo agora. Às vezes, essa atividade é comer, às vezes é amar, às vezes é chorar e às vezes, é parar.

As pausas são necessárias para o movimento, as quedas também e o silêncio..ahhh! O silêncio é o que faz o tempo parar, pois tempo é movimento. O silêncio é o que deixa tudo excitante e magnífico. É o que te faz olhar o agora e perceber que é só ele que existe. Ouça o silêncio e aceite o movimento.

Tags: , , , , , , , ,

About the Author

About the Author: É idealizadora da Círculo Produções, blogger, produtora musical, manager de djs, musicoterapeuta organizacional e estudante de neurociência. Multitask ou melhor multiloca, já foi dona de loja, garçonete, Dj, assistente de cobrança, vendedora, professora de universidade, webdesigner, fotógrafa, produtora de eventos, especialista em logística de piloto e dona de Club. Ama o cérebro, teorias de conspiração, ser do contra e escrever. .

Subscribe

If you enjoyed this article, subscribe now to receive more just like it.

Post a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

one × 3 =

Top