A Música e a Impermanência – Parte 1

By on January 27, 2016 in MusicaMente with 1 Comment

índiceAnicca (traduzido do páli, “impermanência”. Lê-se /anit-txá/.[1] ) é um dos conceitos essenciais para a descrição do universo segundo o budismo (junto com dukkha e anatta, compõe as três marcas da existência). Diz respeito à constante mutação de todas as coisas que compõe o universo.

Compreender a impermanência é de extrema importância dentro do contexto budista. Assim como as quatro nobres verdades são reconhecidas por todas as escolas budistas, a impermanência é um ensinamento presente em todas as linhagens.

Ganhamos consciência das constantes mudanças em nosso meio ambiente, desde os tempos pré-históricos até o período que a história registra. As mudanças são contínuas. Dia a dia, uma estação corre para a próxima. O dia vira noite, a noite, dia. Prédios não ficam velhos de repente; na realidade, a cada segundo, desde o momento em que foram construídos, começam a deteriorar.

Causas e condições variam constantemente e o seu resultado, portanto, também varia. A aquisição desse conhecimento dentro da tradição budista estaria ligada a correta percepção da realidade.

Na música não poderia ser diferente, os estilos musicais mudam de tempos em tempos, porém, por que cada vez parecem mudar mais rapidamente?

As mudanças tecnológicas e sociais aumentam proporcionalmente de acordo com a maneira que os seres humanos trocam informações. Ou seja, a medida que nossa maneira de se comunicar se torna mais rápida, o conhecimento se espalha incrivelmente mais rápido, proporcionando com que as pessoas possam consolidar e avançar com novas idéias e novas maneiras de como vemos e interagimos com o mundo.music-can-change-your-life1

Gosto de ver a rede de comunicação dos seres humanos como uma rede neuronal, onde não só uma sinapse leva informação à outra em questão de milésimos de segundos, como também depende e responde conforme às informações que recebem.

Acredito que um dia nossa forma de comunicação chegará à essa mesma velocidade (alguns processos do nosso corpo já o fazem, mas não temos consciência deles), fazendo com que demos um grande passo evolutivo. O que será da música quando chegarmos lá?

O importante é entender que os estilos musicais não mudam somente per se, mas dependem e se inspiram nos estilos antigos para mudar. Sim, há muita cópia terrível por aí mas também, inspirações de arrepiar!

Impermanência/Impermanence from Windhorse online on Vimeo.

 

Referências:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Anicca

Tags: , , , , ,

About the Author

About the Author: É idealizadora da Círculo Produções, blogger, produtora musical, manager de djs, musicoterapeuta organizacional e estudante de neurociência. Multitask ou melhor multiloca, já foi dona de loja, garçonete, Dj, assistente de cobrança, vendedora, professora de universidade, webdesigner, fotógrafa, produtora de eventos, especialista em logística de piloto e dona de Club. Ama o cérebro, teorias de conspiração, ser do contra e escrever. .

Subscribe

If you enjoyed this article, subscribe now to receive more just like it.

There is 1 Brilliant Comment

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Daniela Marx says:

    Sensacional, muito bom o seu texto.
    Parabens!!

Post a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

5 × 5 =

Top