Music. Ideas. Awareness

Fielmente leal

By on January 24, 2015 in Neuromundo with 0 Comments

Taí um tópico que não sai da minha cabeça já há algum tempo: Lealdade. images

Venho tentando escrever sobre isso e consegui chegar de leve perto do tema no meu último post, mas nunca me vinham às palavras certas e, muitas vezes me perdia nos conceitos.

Apesar de muitos acharem que são sinônimos e talvez considerarem de mesma importância, lealdade não é a mesma coisa que fidelidade. Uma pessoa pode muito bem amar alguém e ser infiel a esse alguém ou odiar uma pessoa e ser fiel a ela.

Fidelidade tem a ver com a obediência e a lealdade com a honra. Pode ser fiel por obediência a liderança, mas não é leal por não honrá-la.

A palavra Lealdade vem do latim, a qual quer dizer legale, de acordo com a probidade e honra. Probidade = observância rigorosa dos deveres justiça e moral.

No dic. – Procede conforme as leis da honra e dever; fidelidade aos compromissos assumidos. s.f. Franqueza; sinceridade. Retidão; probidade.

Fidelidade vem do latim fidelis que quer dizer crer em alguém.

No dic – Qualidade do fiel, fé, lealdade, verdade, veracidade.

lealdadeLealdade é muito mais importante que fidelidade e não envolve o amor, necessariamente. Lealdade não é uma emoção, não tem a ver com sentimento, com algo físico ou com um contexto banal mas se mistura com tudo isso.

 É uma decisão consciente, nobre e geralmente ligada a sacrifícios e acredito que a maioria de nós nunca será leal ou entenderá o que é ter alguém leal ao seu lado. É muito mais fácil e cômodo se contentar com aquilo que é simples e superficial.

E é exatamente isso o que acontece com a música nos dias de hoje, não existe mais lealdade a estilos, artistas pois ela ficou simples e superficial; é como se não tivesse mais alma (salvo à raras exceções) e fosse apenas um reflexo total do que somos atualmente: efêmeros, artificiais e incapazes de nos envolvermos com algo mais profundo do que nós mesmos. Talvez o profundo traga algo a tona que não queremos ver: a realidade.

Por isso, aqui vai a pergunta, ou melhor, as perguntas que não querem calar: Você é leal a você mesmo? Segue seus ideais? É fiel com aquilo que realmente ama? Cultiva sonhos e aspirações que estão além dos seus interesses pessoais? Corre riscos maiores que o de ser traído ou demitido?

Talvez seja a hora de pensar se ser leal consigo mesmo não é a verdadeira resposta para aquilo que muitas vezes nos deixa angustiados. Eventualmente, só assim será possível realmente encontrar a si mesmo.

Tags: , , , , , , ,

About the Author

About the Author:

É blogger, vlogger, neurocientista e Dj de Techno. Já foi dona de loja, garçonete, manager de Djs, assistente de cobrança, vendedora, professora de universidade, webdesigner, fotógrafa, produtora de eventos, especialista em logística de piloto e dona de Club. Ama música, o cérebro, ser do contra e escrever.

.

Subscribe

If you enjoyed this article, subscribe now to receive more just like it.

Post a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

six + nineteen =

Top