Informação . Neurociência . Autoconsciência

Abalo

By on March 21, 2020 in Ciência do Dia a Dia with 0 Comments

A vida é engraçada. Às vezes parece que quando tudo “entra no eixo”, ela vem pra mostrar que não é bem assim. Tive um professor de Yoga bem incrível que me dizia que quando se começa a melhorar na prática, e, consequentemente melhorar em outros aspectos na vida cotidiana, começam a vir situações difíceis e desafiadoras para mostrar o quão estamos preparados. É, estamos preparados.

Conversas espirituais à parte, certamente o momento pede reflexão. Eu sinceramente acredito que a reflexão deveria ser algo corriqueiro e diário, e isso foi uma das coisas que consegui implantar no meu dia a dia já há algum tempo devido a outros abalos e traumas passados. Confesso que essa ação me ajudou e me ajuda muito. Não é somente parar e refletir, é também se reorganizar, se entender, se odiar e se amar também.

Porém, um trauma ou um abalo vai muito além do que imaginamos. Eles deixam rastros e marcas, mudam comportamentos e podem até passar de geração em geração. Já faz algum tempo que os cientistas estudam como nossos comportamentos se desenvolvem e persistem num indivíduo por várias gerações e sempre ficou uma grande dúvida: entender se os traumas por si só passam de uma geração pra outra ou se dependem somente do ambiente em que estão expostos.

A idéia de que uma experiência pode ser capaz de alterar uma célula e passar para outra geração não é muito recente mas já começa a ser aceita por muitos cientistas. Em animais foi demonstrado que a exposição ao estresse, ao frio ou a dietas ricas em gorduras desencadeiam alterações metabólicas nas gerações posteriores. E pequenos estudos em humanos expostos a condições traumáticas – entre eles os filhos de sobreviventes do Holocausto – sugerem sutis mudanças biológicas e de saúde em seus filhos.

É certo que o trauma poderia ter sido transmitido através dos pais e não na epigenética porém, estudos demonstram que essas mudanças também ocorrem no DNA. O lado bom é que isso também quer dizer que pode ser revertido. Daí voltamos ao início do texto: reflexão, reorganização e redirecionamento.

Passamos tanto tempo buscando soluções e respostas para os nossos problemas que não paramos para olhar que a solução para tudo não está em algo fora, mas sim, dentro de nós mesmos. Contudo, geralmente estamos tão ocupados que somos incapazes de parar e entender que a máquina mais incrível que existe é o corpo humano e que o único que precisa ser feito é ler seu manual de instruções.

Referências:

https://www.sciencemag.org/news/2019/07/parents-emotional-trauma-may-change-their-children-s-biology-studies-mice-show-how

https://www.discovermagazine.com/health/grandmas-experiences-leave-a-mark-on-your-genes?fbclid=IwAR02idFzp-RFIyWqLA4z0_WEBOyQRJFHZ3mvVe-46gnVVesdDvLwBiK8mfk





 

Tags: , , , , , , , , , , ,

About the Author

About the Author: É Neurocientista, Palestrante, Yoguini, blogger, vlogger e Produtora de eventos na Círculo Produções (http://www.circuloproducoes.com). Já foi Dj, dona de loja, garçonete, assistente de cobrança, vendedora, professora de universidade, webdesigner, fotógrafa, especialista em logística de piloto e dona de Club. Ama a música, o cérebro, o universo, a ciência e escrever. .

Subscribe

If you enjoyed this article, subscribe now to receive more just like it.

Post a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

fifteen + ten =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Top